Ação do Consepro busca apoio da comunidade para reforçar o auxílio às forças policiais de Bento Gonçalves

     Até o próximo dia 15, os cidadãos dispostos a aderir à campanha liderada pelo Consepro em prol da segurança pública podem pagar o boleto de R$ 15 enviado às residências juntamente com o carnê do IPTU. A contribuição é espontânea e o valor arrecadado vai diretamente para a contabilidade do Conselho, sem passar pela prefeitura. O objetivo é angariar recursos para viabilizar o trabalho do órgão, que há quase três décadas mantém, de forma ininterrupta, suporte às forças policiais da cidade. Caso a pessoa opte por não contribuir, basta descartar o boleto, sem qualquer ônus.

     “O envio dos boletos, cujo pagamento é facultativo, foi uma das iniciativas que buscamos para sensibilizar a comunidade sobre a necessidade de unir esforços em favor da causa da segurança. Todos acabamos assumindo uma nova responsabilidade, porque sabemos das dificuldades enfrentadas a nível de Estado, situação que compromete o desempenho das polícias militar e civil. Infelizmente, não podemos esperar, temos que tomar a posição de protagonistas”, destaca o presidente do Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública, Elton Gialdi.

     A ação integra um amplo projeto do Consepro, que também busca arrecadar ao longo deste ano, com a participação de pessoas físicas e jurídicas, o montante de R$ 700 mil. Os recursos serão utilizados para equipar e modernizar o trabalho da Brigada Militar, com a implantação de uma sala de comando e controle, compra de 15 rádios digitais, aquisição e instalação de uma antena digital de longo alcance, além de duas viaturas blindadas – com câmeras e GPS – para o patrulhamento.

     Essa não é a única frente em que o Consepro tem atuado. Nos últimos meses, a Polícia Civil recebeu pelo menos R$ 30 mil em materiais de trabalho, com repasses conquistados pelo Conselho junto ao Poder Judiciário e ao Ministério Público. No próximo dia 8, mais um importante resultado desse empenho será entregue à sociedade: os novos alojamentos da Brigada Militar, com estrutura para receber até 30 recrutas em cursos ou estágios. A estrutura, que teve um investimento de R$ 110 mil captado pelo Consepro, pode ajudar a garantir que parte desse efetivo capacitado no quartel local permaneça em Bento Gonçalves. “Essa é a principal mensagem que estamos tentando passar à comunidade: toda ajuda que recebemos reflete em ações concretas, em um verdadeiro benefício à coletividade”, garante Gialdi.

" /> CIC Bento Gonçalves

Notícias

Boletos de contribuição espontânea para a segurança pública podem ser pagos até 15 de março

Boletos de contribuição espontânea para a segurança pública podem ser pagos até 15 de março

Ação do Consepro busca apoio da comunidade para reforçar o auxílio às forças policiais de Bento Gonçalves

     Até o próximo dia 15, os cidadãos dispostos a aderir à campanha liderada pelo Consepro em prol da segurança pública podem pagar o boleto de R$ 15 enviado às residências juntamente com o carnê do IPTU. A contribuição é espontânea e o valor arrecadado vai diretamente para a contabilidade do Conselho, sem passar pela prefeitura. O objetivo é angariar recursos para viabilizar o trabalho do órgão, que há quase três décadas mantém, de forma ininterrupta, suporte às forças policiais da cidade. Caso a pessoa opte por não contribuir, basta descartar o boleto, sem qualquer ônus.

     “O envio dos boletos, cujo pagamento é facultativo, foi uma das iniciativas que buscamos para sensibilizar a comunidade sobre a necessidade de unir esforços em favor da causa da segurança. Todos acabamos assumindo uma nova responsabilidade, porque sabemos das dificuldades enfrentadas a nível de Estado, situação que compromete o desempenho das polícias militar e civil. Infelizmente, não podemos esperar, temos que tomar a posição de protagonistas”, destaca o presidente do Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública, Elton Gialdi.

     A ação integra um amplo projeto do Consepro, que também busca arrecadar ao longo deste ano, com a participação de pessoas físicas e jurídicas, o montante de R$ 700 mil. Os recursos serão utilizados para equipar e modernizar o trabalho da Brigada Militar, com a implantação de uma sala de comando e controle, compra de 15 rádios digitais, aquisição e instalação de uma antena digital de longo alcance, além de duas viaturas blindadas – com câmeras e GPS – para o patrulhamento.

     Essa não é a única frente em que o Consepro tem atuado. Nos últimos meses, a Polícia Civil recebeu pelo menos R$ 30 mil em materiais de trabalho, com repasses conquistados pelo Conselho junto ao Poder Judiciário e ao Ministério Público. No próximo dia 8, mais um importante resultado desse empenho será entregue à sociedade: os novos alojamentos da Brigada Militar, com estrutura para receber até 30 recrutas em cursos ou estágios. A estrutura, que teve um investimento de R$ 110 mil captado pelo Consepro, pode ajudar a garantir que parte desse efetivo capacitado no quartel local permaneça em Bento Gonçalves. “Essa é a principal mensagem que estamos tentando passar à comunidade: toda ajuda que recebemos reflete em ações concretas, em um verdadeiro benefício à coletividade”, garante Gialdi.